Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Treze candidatos à construção da plataforma
2006/05/18

Um total de 13 empresas concorreu ao concurso público internacional aberto pela REFER para a construção de uma plataforma multimodal, em Cacia, de onde partirá o ramal ferroviário de ligação entre o porto de Aveiro e a Linha do Norte, noticia o Diário de Aveiro.

As propostas foram abertas na terça-feira, mas o vencedor do concurso ainda não é conhecido.

De acordo com o calendário definido pela REFER, empresa que gere a rede ferroviária nacional, a adjudicação da empreitada deverá ocorrer durante o Verão, permitindo o início das obras em Outubro.
Para Junho ou Julho está previsto o lançamento do concurso público para a construção do ramal, obra que deverá arrancar em Janeiro ou Fevereiro do próximo ano.

Reclamada há vários anos, a ligação ferroviária entre o porto de Aveiro e a Linha do Norte deverá estar a funcionar em 2009, tendo sido incluída pelo Governo no Programa de Investimentos em Infra-estruturas Prioritárias.
O ramal terá uma extensão de cerca de nove quilómetros paralelo ao IP5, cuja construção terá alguns efeitos ambientais – o Estudo de Impacte Ambiental reconhece a existência de consequências negativas na ocupação de solos que possuem importância agrícola e conservacionista.
A partir de 2009, podem começar a sentir-se os efeitos do «alargamento da área de influência» do porto de Aveiro até Espanha, objectivo publicamente assumido pela administração portuária liderada por José Luís Cacho.

A obra visa ainda criar uma «alternativa ao transporte rodoviário para efectuar o encaminhamento das mercadorias entre o porto e cliente final» e «contribuir para o menor congestionamento dos acessos rodoviários ao porto».

O projecto, que envolve ainda a construção das ligações ferroviárias aos várias terminais da área portuária, obriga a um investimento total de 68,5 milhões de euros, financiados em 50 por cento pelo Fundo de Coesão e a restante metade pela REFER e pelo Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC). (Diário de Aveiro)

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind