Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Exponor muda-se para a Feira (TF)
2005/07/18

Está confirmada a passagem da Exponor de Matosinhos para Santa Maria da Feira, integrada num projecto muito mais amplo de expansão do Europarque, noticia o Terras da Feira on line.

Segundo o TF on line, O plano prevê «um pólo de desenvolvimento tecnológico, uma entidade incubadora de empresas, um parque de ténis, uma clínica de serviços continuados, infra-estruturas no campo do turismo, do lazer e da hotelaria (de quatro e cinco estrelas), incluindo dois campos de golfe (de nove a 18 buracos), estruturas de restauração, um grande centro comercial, um museu da indústria e um centro de artes.»

A Associação Empresarial de Portugal "já tem um protocolo assinado com uma empresa americana, que financiará a iniciativa."

(…)
«O teor do protocolo entre as duas partes deverá ser esta segunda-feira aprovado pelo executivo municipal numa reunião extraordinária.
O mega-projecto implicará investimentos avultados, cujos valores ainda não foram anunciados, e promete transformar Santa Maria da Feira num pólo de desenvolvimento e de criação de riqueza, estando igualmente prevista a criação de muitos postos de trabalho ligados à inovação e tecnologia.
O protocolo entre a AEP e a autarquia, que deverá ser hoje aprovado, compromete ambas as instituições a assegurarem as condições necessárias para a execução da obra, nomeadamente com o compromisso de colaboração para a adopção das soluções urbanísticas adequadas para as zonas integrante e envolventes do Europarque. Soluções que têm em conta o aumento de tráfego previsto com o seu funcionamento.

"É um projecto-âncora para o desenvolvimento do Concelho, até no que toca a criação de emprego" – comenta o presidente da Câmara, Alfredo Henriques, considerando o caso "ímpar a nível nacional no que toca ao equilíbrio que trará entre os sectores secundário e terciário". Sabendo-se que 70 por cento da população feirense trabalha no sector secundário, os cerca de 3.000 postos de trabalho que o projecto deve criar em cinco a seis anos poderão ajudar ao desejado equilíbrio. "Serviços como o Parque de Ciência e Tecnologia e o ninho de empresas atrairão massa cinzenta ao Concelho e quadros altamente especializados" – acrescenta o autarca, dizendo-se "muito satisfeito pelo corolário de muito trabalho de campo" que desenvolveu pelo projecto nos últimos tempos.».

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind