Domingo, 25 de Fevereiro de 2024  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
CÂMARA CONFIRMA MURALHA DA CIDADE
2004/06/09

A Divisão de Museus e Património Histórico da Câmara de Aveiro vai investigar esta quarta-feira Muro Nordeste do Cemitério Central de Aveiro, numa área onde se estendia parte das Muralhas de Aveiro.

Já há vários meses que o vereador da Cultura Manuel Ferreira Rodrigues demonstrou estar convencido de que se trata da antiga muralha, que se julgava estar completamente destruída.

Segundo um comunicado da autarquia, a intervenção pretende "conhecer e analisar o aparelho construtivo do referido muro, no sentido de identificar os materiais utilizados na sua edificação e de tentar definir um padrão, e atestar o seu valor arqueológico, facto que se comprovar, poderá dar origem a outros projectos de futuro".

A Câmara diz tratar-se de uma Intervenção arqueológica que "pretende unicamente atestar o suposto valor arqueológico do local" mas admite que se trata da muralha da cidade: "A intervenção no paramento Norte-Nordeste do Cemitério Central poderia inscrever-se, pois, nesse propósito tendo em conta a análise feita do sítio por alguns investigadores locais, passados dois séculos sob a demolição das Muralhas, quando revelavam já um estado de avançada degradação.


Efectivamente, nessa área estendia-se um dos panos de muralhas, voltado ao Côjo, aquele que seria o mais robusto em termos de construção, por flanquear uma das vertentes da cidade a necessitar de maior protecção".

A Câmara valoriza o património que pode não estra perdido: "As Muralhas de Aveiro símbolo da prosperidade e enobrecimento da então vila, numa Idade Média tardia - inícios do século XV -, permanecem bem vivas na memória da comunidade como valor identitário e, em simultâneo, como bem patrimonial ainda visível na orgânica da malha urbana. Por tal motivo, o seu espectro está presente sempre que se coloca a hipótese de intervir num sítio que ficaria nos limites do perímetro por si demarcado, numa ânsia de se encontrarem as provas materiais da sua existência e, por inerência, os vestígios de um passado grandioso".

Enviar por email  Imprimir
Corte na linha de palheiros
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind