Quinta-feira, 27 de Junho de 2019  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
O regresso do Barco-Dragão à Ria
2019/06/05























Vinte e duas delegações de Institutos Confúcio europeus de 18 países e um representante Confucius Institute Headquarters (sede do Instituto Confúcio, em Pequim) vão reunir-se na Universidade de Aveiro esta sexta-feira para debater o ensino de mandarim nos países europeus, uma iniciativa do Instituto Confúcio da Universidade de Aveiro IC-UA.

Nesta Conferência Conjunta dos Institutos Confúcio da Europa que terá sete edições, durante o ano 2019, a organização desta edição de Aveiro é do IC-UA.

As delegações reúnem para debater o ensino de mandarim nos países europeus. Na sessão de abertura participam o Reitor da UA e o diretor do Instituto Confúcio da UA, o secretário de Estado da Educação, João Costa, o vice-diretor dos Institutos Confúcio na Europa, Tian Lei, o representante da Embaixada da China em Portugal, Zhou Gaoyu, e o vice-presidente da Câmara Municipal de São João da Madeira.

No sábado, os participantes nesta conferência assistem à abertura do Festival do Barco-Dragão, em Aveiro.

O Festival do Barco-Dragão, em versão aveirense, é um “evento marcante da cultura chinesa“, tem o seu ponto alto na regata de bateiras-Dragão, com início às 10.00h de sábado na Fonte Nova. São duas eliminatórias, entre o Cais da Fonte Nova e o Rossio, e uma final que definirá o vencedor.

O programa inclui atividades diversas representativas da cultura chinesa, entre música, artes marciais, cerimónia do chá, dança do dragão, jogos tradicionais e cerimónia do chá, no Rossio, e um tapete de sal colorido será construído ao longo da manhã.

A conferência sob o tema “Criação e desenvolvimento do curso de língua chinesa” tem início esta quinta-feira com uma visita dos representantes das várias delegações do Instituto a uma escola do ensino básico de Espinho, município onde o IC-UA tem um projeto-piloto de ensino de Mandarim.

O programa de sexta-feira começa às 09.30h, com a atuação de cerca de 100 alunos do Colégio D. José I que vão cantar para os convidados duas canções em língua chinesa, durante a sessão de abertura da conferência. No átrio da Reitoria da UA serão inauguradas duas exposições, sobre o trabalho de promoção da cultura chinesa desenvolvido pelo IC-UA e sobre o ensino de mandarim na região.

Durante esta conferência está também previsto o lançamento da Gramática de língua chinesa para falantes de Português.

Enviar por email  Imprimir
50 milhões de euros
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind