Domingo, 15 de Dezembro de 2019  Fora de Casa   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
Faltam dois meses para o Festival dos Canais
2019/05/23



















A companhia inglesa Spark!Worldbeaters apresenta em Aveiro nos dias 18, 19 e 20 de julho um “grandioso espetáculo de teatro de rua, visualmente arrasador e acusticamente impressionante, que combina bateria de alto impacto com coreografias dinâmicas e um design de iluminação extraordinário“, com a colaboração de percursionistas aveirenses, envolvendo o público numa “experiência visual e sonora irrepetível“, durante o Festival dos Canais que oferece mais de 250 espetáculos, de 32 companhias artísticas, 280 artistas nacionais e internacionais, de 16 países e 220 participantes da comunidade.

A companhia VAIVÉN CIRCO faz a estreia nacional de “Esencial”, um espetáculo de circo contemporâneo e de dança, nos dias 19, 20 e 21, num festival que convidou Gilberto Gil (dia 20), Mariza (último concerto do Festival), HMBno (dia 18) , Capicua com a Banda Sinfónica de Aveiro Banda Amizade, Keso, Virtus Teau, DJD1 (dia 17) e a Companhia Walk The Plank, nos canais, praças e outros espaços públicos da cidade, também com instalações artísticas, performances, workshops, atividades desportivas e de lazer, oficinas criativas, mercados de rua e Dj’s.

Há uma uma maior aproximação à comunidade local nesta edição do festival, que participa de forma “mais ativa no evento, assumindo, em alguns casos, grande protagonismo“, como no espetáculo Sparkl!,Worldbeaters, no projeto “Tales of The Lagoon”, um espetáculo de Teatro de Rua encomendado pelo Festival dos Canais à Companhia Walk The Plank, com a participação de instituições da comunidade ligadas à dança, ao teatro e à música.

A Fanfarra dos Canais é outro exemplo da comunidade no festival assume nesta edição. Criada em colaboração com várias comunidades musicais locais fará diferentes percursos “ligando e relacionando atividades do programa cultural e artístico a decorrer. A música entusiasmante e os figurinos inspirados no colorido dos elementos decorativos dos moliceiros serão, assim, o “sinal” de que algo irá acontecer “.

Cinco produções de cinco países distintos como o O2, Tales of The Lagoon, Lampadophores, Meeting Point, Shake, Shake, Shake.

O Hub Station é um projeto de arte efémera, Funky Beach, um espaço relaxado e tropical, com palmeiras, espreguiçadeiras e coktails variados, e Dj’s, Picto Facto propõe um “bar imaginário onde as pessoas são convidadas a conversar livremente“ e a instalação Eco-Logias Artísticas nos Canais.

Enviar por email  Imprimir
Barro
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind