Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
UA e Cerveja Vadia produzem «a melhor sidra»
2018/09/26

A Sidra Vadia é um produto da Universidade de Aveiro (UA) e da Cerveja Vadia e foi eleita "a melhor sidra portuguesa no World Cider Awards 2018 e uma das melhores do mundo". Foi distinguida com medalha de ouro e eleita a melhor sidra portuguesa, tornando-se a primeira sidra artesanal portuguesa a receber um prémio neste concurso. Já em 2012 a Cerveja Vadia se tinha tornado a primeira marca de cerveja artesanal portuguesa a ser premiada num concurso internacional, com a Vadia Trigo.

É uma sidra artesanal "eco-inovadora foi desenvolvida em 2016/2017, no âmbito de uma dissertação de mestrado de João Santos, então estudante em Biotecnologia Alimentar e, atualmente, head brewer na Cerveja Vadia".

Segundo João Santos “uma das principais características que diferencia este produto eco-inovador dos demais existentes no mercado é a utilização do retentato de maçã enquanto ingrediente, um subproduto agro-alimentar, proveniente da indústria de sumos, cuja eliminação traz inúmeras implicações ambientais e económicas para as indústrias. Foi uma ideia que surgiu com o objectivo de valorizar este subproduto, utilizando o know-how da produção de cerveja artesanal e aplicando-o no contexto de produção de sidra, desenvolvendo assim uma sidra natural, mais ecológica e de produção sustentável”, afirma.
Foram extraídos deste subproduto nutrientes "essenciais ao crescimento das leveduras. O seu processo de produção inovador permitiu a não adição de aditivos como sulfitos, alergénio para tantas pessoas, e açúcares adicionais (ao contrário da maioria das sidras).”

Elisabete Coelho e Manuel Coimbra são investigadores da Unidade de Investigação de Química Orgânica, Produtos Naturais e Agroalimentares do Departamento de Química da UA e também orientadores da dissertação em ambiente empresarial do estudante João Santos. Os dois investigadores referem que foi possível "diversificar as aplicações dos seus produtos e minimizar a sua pegada ecológica com a valorização de um dos seus subprodutos. A formulação desta sidra inclui o sumo da maçã, assim como o subproduto resultante da clarificação do sumo, outrora um efluente rejeitado por esta indústria, e que se revelou um meio nutritivo para o crescimento das leveduras produzindo uma sidra de qualidade e diferenciadora no mercado nacional”.

De forma a preservar toda a autenticidade dos aromas e sabores da maçã, a fermentação desta bebida acontece a baixa temperatura ao longo de várias semanas".

Enviar por email  Imprimir
50 milhões de euros
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind