Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Quercus pede suspensão da caça nas áreas ardidas
2018/08/21

A Quercus Aveiro lançou um apelo às autarquias e às associações de caçadores regionais para que suspendam a caça nas áreas que afetadas pelos incêndios do ano passado.

Segundo aquela associação, nessas áreas "as populações de animais foram dizimadas pelo fogo e os que conseguiram sobreviver têm dificuldades na obtenção de abrigo e alimento. O calor e a seca agravam a situação principalmente para os animais juvenis". É feito um apelo para que seja suspensa "toda a atividade cinegética nas áreas ardidas e nas zonas envolventes, de modo a garantir a preservação das espécies cinegéticas e a conservação das espécies protegidas".

A Quercus considera que a prática da caça nas áreas ardidas não é compatível com a preservação da biodiversidade, pondo em causa a sobrevivência de várias espécies.

A associação apresenta vários exemplos. Como a caça à Rola, "deveria ser iniciada apenas na primeira década de setembro, enquanto para o Pombo-torcaz e os tordos esta deveria terminar na última década de janeiro". Também o período de caça aos patos se sobrepõe ao período de reprodução e de migração pré-nupcial de várias espécies desta família, pelo que a respetiva caça deveria iniciar-se na primeira década de outubro e terminar na segunda década de janeiro. Em relação à Galinhola continua a ocorrer um período de sobreposição de 10 dias com o período migratório pré-nupcial, pelo que a caça a esta espécie deve terminar na primeira década de janeiro".

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind