Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
É «propaganda do regime», diz o PS
2018/04/28

O PS de Aveiro classifica o comunicado da Câmara de Aveiro que apresenta um balanço de seis meses do segundo mandato da maioria PSD-CDS de "propaganda do regime que não engana ninguém".

Em comunicado difundido esta sexta-feira o partido da oposição no Executivo camarário diz que “o pobre desconfia se é necessário, recorrentemente, fazer grandes parangonas e insistente publicitação do que está em curso, do que se pensa ser projetado, dos projetos a concurso, do que se sonha para breve, que haverá mais propaganda dentro de momentos sempre sobre as mesmas matérias“.

A Comissão Política Concelhia nota ainda que há uma “baixa auto-estima institucional“ sendo que o balanço da maioria sugere aos socialistas a frase: “Já que ninguém fala bem de mim, falo eu!”. O PS refere-se ao “ dinheiro gasto nas repetidas campanhas de publicidade, sobre o que hipoteticamente se está a pensar projetar para pôr em curso, que dava para requalificar todos os passeios da cidade e os centros cívicos de todos os lugares do concelho de Aveiro! “. Acrescenta que “ninguém entende que com tantas obras em curso, e com milhões na gaveta, continue a haver graves lacunas nos serviços públicos“.

A maioria, segundo o PS, “ dá a ideia de que tudo está a ser feito quando a maioria ainda nem chegou ao papel“.

“O grande cartaz de obras“, para o PS, é o alívio carga fiscal e na qualidade dos serviços que a Câmara lhe presta ou faz com que aconteça, que respeitam as pessoas e acolhem a diversidade de opinião“. Mas, o comunicado “denuncia a velha política de cimento e alcatrão, apenas para ganhar eleições e não servir as pessoas“ e sugere a “desburocratização e celeridade nas respostas aos munícipes, transportes públicos de qualidade, empenho efetivo na resolução dos pórticos, do canil e da estrada nacional 235, promoção de um município amigo das pessoas, um plano de desenvolvimento de produção cultural, um plano estratégico para o turismo (cultural, religioso, ambiental, etnográfico), para além do moliceiro; Promoção da mobilidade sustentável, e reforço dos meios que ajudem a colmatar lacunas no emprego, saúde e ação social; Incentivo a projetos âncora que garantam mais postos de trabalho em São Jacinto, Eirol, Nariz, ... ; A criação de políticas de habitação e viabilização do comércio local; Ter visão de futuro, estratégia global, principio do serviço às pessoas e instituições“.

Enviar por email  Imprimir
Rápido!
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind