Sábado, 21 de Julho de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Não há dinheiro para combater os jacintos
2017/12/21

Não há dinheiro para retirar os Jacintos-de-água que cobrem o rio Vouga e provocam problemas ambientais e dificuldades na navegação e, perante esta dificuldade, o presidente da Câmara de Aveiro, o social-democrata, Ribau Esteves, chama o Ministro do Ambiente para resolver o problema. “Cabe ao ministro resolver“, afirmou esta quarta-feira à noite na Assembleia Municipal

O problema foi apresentado por Casimiro Calafate, da bancada do PSD na Assembleia, ex-presidente da Junta de Freguesia de Cacia. “O que se passa no Vouga é demasiado grave já há vários anos e com consequências gravíssimas, por causa de extensas manchas que tapam o rio“, disse. Além de alterar as condições do ecossistema, as dificuldades de navegabilidade provocaram a anulação de provas de remo e canoagem. “Foram feitos comentários jocosos de atletas visitantes“. O rio está com aspeto nojento“, afirmou também.

Ribau Esteves acrescentou que o Orçamento do Estado para 2018 “não dá dinheiro para o ministério fazer o seu trabalho“, através do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Tratar do problema dos jacintos “é uma competência do ICNF mas não há dinheiro“, embora considere que está em causa uma despesa de "pequena monta". Sobre o ICNF, "não tem jeito, gente e conhecimento do território", disse.

Elevadíssimo risco de incêndio Ribau Esteves exemplifica o trabalho do ICNF com o que se passa na Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto que o autarca diz encontrar-se sob “elevadíssimo risco de incêndio“. O ICNF “não não fala, não ouve, não age“, disse.

Enviar por email  Imprimir
Rápido!
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind