Domingo, 23 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Ribau fala de continuidade a partir de 2017
2016/10/23

No dia que assinala três anos de mandato, este domingo, o comunicado da Câmara de Aveiro, assinado pelo presidente Ribau Esteves, refere-se ao «trabalho em curso de enorme importância e tem de ser prosseguido no próximo mandato 2017/2021». As próximas eleições autárquicas realizam-se no próximo ano.

Ribau Esteves ainda não disse que voltaria a candidatar-se ao segundo mandato, embora tenha afirmado em Junho último que «em condições normais» será candidato. Esta semana, em reunião de Câmara, abordou o tema para dizer que desejava voltar a ver o PS na oposição, no próximo mandato.

O comunicado comemora a passagem do terceiro aniversário referindo-se a sete pontos. «Conquistámos Fundos Comunitários do Portugal 2020» é um dos pontos, para apoio financeiro a várias obras, como a nova escola de 1º Ciclo de São Bernardo, a qualificação da Escola Jaime Magalhães Lima em Esgueira e da Escola de 2º e 3º Ciclo João Afonso de Aveiro, as Extensões de Saúde de Aradas, Eixo, Oliveirinha, São Bernardo e São Jacinto, a qualificação do Museu de Aveiro-Museu de Santa Joana e da Igreja das Carmelitas, os investimentos no Baixo Vouga Lagunar em Cacia, qualificação de estradas, estacionamentos e outras áreas do espaço público, construção de ciclovias, qualificação da antiga estação da CP, do Edifício Fernando Távora e da Casa da Juventude, e intervenções de qualificação dos bairros sociais de Santiago, Griné e Caião, «entre outros».

Outro ponto é o «combate à corrupção», a reforma organizacional e financeira, a prestação de qualidade dos serviços municipais, a redução da dívida da Câmara em 45 milhões, desde 2013 - passando de 150 para 105 milhões - a extinção das empresas municipais «com relevantes ganhos para a Câmara e para os cidadãos».

Dos últimos três anos, a Câmara destaca a cooperação com a Universidade de Aveiro e o Centro Hospitalar do Baixo Vouga, para «capacitar em termos técnicos e funcionais o CHBV e o Hospital Infante D. Pedro», num mandato que Aveiro «assumiu-se com cidade universitária».

Destaca ainda o «sucesso» da cooperação com empresas privadas e a conquista de investimento privado e a campanha de marketing, valoriza ainda o crescimento turístico, a aposta na cultura, a Escola da Vera Cruz, as Unidades de Saúde Familiar de Cacia e de Esgueira, o Centro de Municipal de Interpretação Ambiental, o Centro de Alto Rendimento de Surf em São Jacinto, o novo acesso à A25 na Avenida das Agras, os Parques Ribeirinhos do Carregal e de Requeixo e o Cais da Ribeira de Esgueira (obras Polis Ria de Aveiro).

As obras «sem o recurso a Fundos Comunitários» são a repavimentação e qualificação de arruamentos, os Armazéns dos Serviços Urbanos, a rotunda do Botafogo, a Rua Direita da Costa do Valado, qualificação das pontes dos canais urbanos estacionamento no cais de São Roque, «entre muitas outras».

Relembra a ativação a partir de 1 de janeiro de 2017 da «nova operação de concessão dos transportes públicos rodoviários e marítimos». Está acordado «um serviço com mais qualidade, uma poupança de 1,2 milhões de euros por ano e a reabilitação e ativação do Centro Coordenador de Transportes (junto à Estação da CP).

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind