Terça-feira, 25 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
BE desafia Élio, Élio desafia BE
2013/09/10

A concelhia de Aveiro do Bloco de Esquerda cita o ‘Acórdão n.º 231/2013 do Tribunal Constitucional, referente às contas de campanha das autárquicas 2009’, referindo que «privados não identificados pagaram de forma ilegal despesas de campanha de Élio Maia num valor superior a 10 mil euros». Segundo o BE, «tratam-se de donativos proibidos por lei» e desafia Élio Maia, o PSD e o CDS-PP a divulgarem «publicamente quem meteu ilegalmente esse dinheiro na sua campanha de 2009».

Quanto ao orçamento para a campanha de 2013, de Élio Maia, à Câmara de Aveiro, de 93 mil euros, «estão previstos donativos privados no valor de 68 mil euros e angariação de fundos de 25 mil euros.e lança o segundo desafio: «deve divulgar quem são os seus mecenas que contribuirão com 93 mil euros para a sua campanha».
Num comunicado citado pelo Notícias de Aveiro, a candidatura de Élio Maia responde que o BE «gastou, está a gastar e gastará, várias vezes o valor que será gasto pela candidatura Juntos por Aveiro, liderada pelo Dr. Élio Maia. Na verdade, como é óbvio e facilmente entra "pelos olhos dentro" de qualquer cidadão que passeie pelas ruas do nosso concelho, o Movimento Independente Juntos por Aveiro, liderado pelo Dr. Élio Maia, é a única candidatura que, até ao momento, não colocou qualquer cartaz de propaganda eleitoral, num enorme esforço de contenção financeira reconhecido por todos e numa atitude de respeito profundo pelos Aveirenses e pelos dinheiros públicos».

Diz ainda que «o Bloco de Esquerda e restantes partidos concorrentes às eleições autárquicas de 29 de Setembro, pagam as suas campanhas sumptuosas com o dinheiro dos impostos cobrados aos portugueses e aos aveirenses. Esta atitude é o maior sintoma de hipocrisia de que temos memória em Democracia, dado o estado de crise e os sacrifícios a que o País e os cidadãos estão a ser sujeitos».

Élio Maia decidiu «prescindir da subvenção pública a que teria direito, atitude que o BE não adopta, nem em campanha, nem em postura dos seus dirigentes» e «desafia publicamente a candidatura do Bloco de Esquerda, bem como todas as restantes candidaturas partidárias concorrentes às eleições autárquicas de 29 de Setembro em Aveiro, a prescindirem do dinheiro dos contribuintes para o financiamento das suas campanhas e a disso informarem os cidadãos de Aveiro.
Se o não fizer, serão tidos como mais do mesmo».

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind