Terça-feira, 13 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Tribuna pública contra privado nos autocarros
2012/10/16

No último dia da vigília junto à Câmara Municipal o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) promove uma ‘tribuna pública’, marcada para a próxima sexta-feira, às 10:00h, na Praça Joaquim Melo Freitas.

A vigília que começou ontem e se prolonga até sexta-feira é para “exigir respostas e negociações” e tem o objectivo de ”defender o serviço público de transportes” sendo os dias de concentrações junto às instalações da autarquia e a ‘tribuna pública’ formas de “lutar contra a privatização da Moveaveiro”, segundo um panfleto que começou a ser distribuído na noite da passada segunda-feira à noite à porta das Assembleia Municipal.

Para o STAL, a exploração de linhas de autocarro pela empresa TRANSDEV “não é mais do que uma negociata que entrega gratuitamente e sem concurso público os circuitos mais apetecíveis, com receitas na ordem dos 600 mil euros/ano, à TRANSDEV, que pouco ou nada terá de investir, deixando para Moveaveiro as actividades mais deficitárias”.

A questão é simples para o sindicato. Se a Câmara alega dificuldades financeiras para manter o serviço, o sindicato diz que a autarquia que “livrar-se dos serviços e dos trabalhadores, tal como se livrou da gestão da água”.

A ameaça do desemprego é um receio do STAL. A Câmara demitiu-se de acautelar a situação dos trabalhadores tendo apenas prometido sensibilizar a TRANSDEV para uma suposta contratação de alguns trabalhadores, este é um caminho que atira dezenas de trabalhadores para o desemprego e obriga os aveirenses a pagar mais pelo transporte”.

A entrega de parte dos serviços a privados não é uma opção acertada. “Como demonstram todos os casos de entrega de transportes ao privado, este é um caminho em que perde o município, perdem os utentes e perdem os trabalhadores”.

O sindicato contesta outras posições assumidas pela autarquia. Justifica a extinção da Moveaveiro com a lei das empresas municipais, mas o sindicato diz que o afundamento e a má gestão são da responsabilidade da Câmara, que vem agora usar essa situação para justificar a privatização”. O STAL mantém que a melhor solução passa pela Câmara assumir a gestão dos serviços da Moveaveiro, possibilidade prevista na lei».

O panfleto questiona ainda sobre os autocarros com ar condicionado e piso rebaixado da TRANSDEV, e pergunta a razão do passe da TRANSDEV permitir usar os autocarros da Moveaveiro e o facto da situação inversa não ser possível. Questiona ainda a eficiência dos novos horários e a poupança anunciada.

Enviar por email  Imprimir
Andamos a brincar
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind