Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
CDS propõe votação na AR contra o pórtico
2012/10/06

Os deputados do CDS Hélder Amaral, Teresa Anjinho e Raul Almeida pretendem que o Governo «estude e implemente uma alternativa ao 'Pórtico do Estádio' defendendo os melhores interesses de Aveiro e acabando com uma grave injustiça para com os aveirenses», apontando para esse objetivo num projeto de Resolução a ser votado na Assembleia da República.

Segundo o texto dirigido à AR, «a localização dos pórticos para a cobrança de portagens que envolvem a cidade de Aveiro é unanimemente considerada como pouco adequada, na medida em que prejudica gravemente quem se desloca diariamente para esta cidade e particularmente para quem se desloca dentro daquela que é a actual realidade urbana de Aveiro».

O pórtico na A25 entre a Esgueira e Aveiro Nascente (IC1/IP5)», o pórtico do estádio, «tem sido duramente criticado, sendo mesmo considerado uma injustiça para com os aveirenses».

Acrescentam que «numa altura de grave crise», a sua localização «acaba por ter inevitavelmente repercussões negativas no crescimento económico local aveirense e se traduz numa carga injusta e injustificável sobre todos os que circulam diariamente na malha urbana de Aveiro».

Segundo a concelhia do CDS, liderada por Maria José França, o Projeto de Resolução’ é «o resultado de um trabalho que tem sido discreto, mas moroso e cheio de iniciativa, na tentativa da resolução efetiva do problema que se arrasta há já demasiado tempo». O CDS esclarece que «apesar de não parecer, é da exclusiva responsabilidade do PS e dos seus Governos a implementação das portagens nas ex-SCUT e a localização de cada um dos pórticos, ao qual o do Estádio não foge à regra». Por isso, diz que « não se entende a postura do PS, que ontem colocou os pórticos e hoje exige dos outros, demagogicamente, a responsabilidade de os retirar, como se nada tivesse a ver com o assunto».

Até à apresentação do projecto de resolução, o trabalho foi coordenado com o Grupo Parlamentar do CDS, os deputados eleitos por Aveiro e as estruturas nacionais do partido. Ainda foi solicitada uma audiência ao Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Sérgio Silva Monteiro, mas «falhou». O CDS queria «reivindicar, pressionar e concretizar a retirada e relocalização do “Pórtico do Estádio” junto do Secretário de Estado. O CDS fez contactos formais dos dias 11, 18 e 30 de Julho último do corrente ano com o gabinete de Sérgio Monteiro, mas não teve resposta, «algo que se estranha, por, inédito num relacionamento institucional».

Antevendo que o pórtico seja anulado, «será por ação do CDS em defesa das Gentes de Aveiro e nunca por quem ameaçou com motosserras, levantamentos populares, vozearias e arruaças», diz a concelhia do CDS.

Enviar por email  Imprimir
Andamos a brincar
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind