Domingo, 23 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Ponte - PS duvida da legalidade
2012/10/05

A maioria PSD/CDS aprovou a ratificação do despacho do presidente da Câmara de Aveiro referente a cessão da posição contratual cessão, que viabiliza a passagem da construção da ponte sobre o Canal Central da Ar-Lindo para a Avanconstroi.

Mas a maioria não se pronunciou. Sobre este assunto, o presidente da Câmara apenas contabilizou os votos. Cinco a favor, de Élio Maia, Carlos Santos, Pedro Ferreira, Maria da Luz Nolasco e Teresa Cristo e os votos contra dos três vereadores socialistas, João Sousa, Helena Libório e José Manuel Martins e da vereadora Ana Vitória, independente, eleita pela maioria, sem pelouros.

Os votos contra foram de vencido, ou seja isentando os vereadores da responsabilidade da deliberação tomada.

João Sousa disse que votou contra por subsistirem «dúvidas da legalidade da fundamentação da proposta» e Ana Vitória, além da «falta de informação constante», alegou que o presidente da Câmara perdeu uma oportunidade para não executar a obra, já que (Élio Maia) disse que havia incumprimento».

O socialista disse ainda que com a entrega da empreitada a outra empresa «aumenta o risco de incumprimento da obra», que foi consignada à Ar-Lindo em Outubro do ano passado.

João Sousa investigou sobre a empresa e descobriu que «nunca fez pontes» mas requalificação de casas e bancos, construção de vivendas e lojas dos CTT. O vereador aponta ainda para falta de pareceres.

Suspensa em março e «não havendo documentação desde essa data podendo concluir-se que há abandono da obra». Por isso o vereador diz que a Câmara deveria «anular a empreitada e ser indemnizada, por abandono da obra».

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind