Sábado, 17 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Presidente da Câmara admite não construir a ponte
2012/06/14

A proposta dos vereadores da oposição socialista da Câmara de Aveiro para a anulação da empreitada e retirada dos estaleiros da ponte no Canal Central foi recusada esta quinta-feira à noite com os votos contra da maioria PSD/CDS mas o presidente da autarquia, Élio Maia, já admite a possibilidade da ponte não ser construída.

Ao mesmo tempo que Élio Maia diz que a Câmara irá «procurar» que a obra seja construída, também diz que «se não» fica com a «consciência que fizemos o nosso dever». Acrescentou que «o tempo começa a encurtar para que tenha de haver uma decisão definitiva da nossa parte».

Os socialistas e a vereadora do PSD, Ana Vitória, votaram a favor da proposta.

Nesta altura, apenas foram feitas sondagens no terreno e foi vedado o espaço para a instalação do estaleiro.

A empresa transmitiu à Câmara o aumento do custo da obra em 400 mil euros alegando atraso no início dos trabalhos e esta quinta-feira à noite, Élio Maia disse que a autarquia questionou a empresa sobre a sua intensão. A Câmara já transmitiu que não pretende aceitar o aumento da fatura a pagar pela construção.

Uma possibilidade de saída será a cedência da posição contratual da Ar-Lindo a outra empresa, pela mesma verba e pelas mesmas condições.

Será uma hipótese da saída para o impasse, mas o socialista João Sousa não acredita que outra empresa aceite estas condições.

Mas se a empresa não apresentar alternativa, a Câmara tomará uma decisão. Outras duas possibilidade são um ajuste direto e a abertura de um novo concurso.

Foi agendada a anulação da empreitada e retirada do estaleiro da ponte pedonal entre o Rossio e bairro do Alboi, incluindo passagem pedonal sob a Ponte da Dubadoura, mas apenas votaram a favor os vereadores do PS e a social-democrata Ana Vitória. A vereadora disse que se tratava de uma «oportunidade para desistir e evitar um custo supérfluo». Pelo contrário, para o vereador das Finanças, Pedro Ferreira, a anulação da empreitada seria uma decisão que traria «custos avultados para a Câmara».

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind