Terça-feira, 20 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Governo Civil extinguido - Lucro de 300 mil euros
2011/06/28

Na sequência da sua comunicação anterior ao novo Ministro da Administração Interna e da decisão tomada ontem pelo Conselho de Ministros, José Mota bem como os restantes 17 Governadores Civis deixam os seus cargos, que segundo o novo Governo, serão agora extintos, refere um comunicado do Governo Civil de Aveiro.

José Mota refere ainda que deixa o cargo «na consciência plena do dever cumprido», até porque, «para além de todos os serviços prestados, deixamos, no caso concreto do Governo Civil de Aveiro, um lucro anual de mais de 300 mil euros para o Estado».

Destaca ainda «ter podido contribuir para um distrito melhor e um Portugal melhor».

É o último Governador Civil da história do Governo Civil de Aveiro, 175 anos depois da criação da instituição. «O novo Governo decidiu pôr fim aos Governos Civis, organismos com mais de 175 anos que resistiram a momentos de profundas mudanças na história de Portugal. Criados em plena monarquia, resistiram às reformas decorrentes da revolução Republicana de 5 de Outubro, à 1ª República, ao regime fascista do Estado Novo, ao 25 de Abril e, por fim, a estes nossos 37 anos de democracia», para agora terminarem às mãos do novo Governo», diz o comunicado.

No comunicado dirigida às entidades e instituições distritais com quem o Governo Civil trabalhou de forma mais próxima, refere que «durante o tempo em que foi chamado ao desempenho desta missão», procurou «dar sempre» o seu melhor e «fazer o que melhor sabia em prol da defesa dos interesses do distrito, das suas instituições e dos seus cidadãos». O balanço da sua missão é, assim, «é francamente positivo», considera.

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind