Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
UA coordena projecto europeu
2011/06/14

A Universidade de Aveiro, «líder mundial na investigação de nanoelectromecânicos (NEMS), sistemas extremamente atractivos e úteis para aplicação, por exemplo, em memórias de computadores ou nanogeradores», vai coordenar uma equipa internacional, liderada pelo investigador e coordenador do Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos (CICECO) e Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro, Andrei Kholkin para desenvolver o projecto NANOMOTION, que obteve um financiamento da Comissão Europeia superior a 3 milhões de euros.

A equipa portuguesa, liderada pelo investigador coordenador do CICECO e DECV, Doutor Andrei Kholkin vai coordenar o projecto, desenvolver, entre outros, novos métodos de investigação de materiais para energia (em conjunto com Bosch, Alemanha) e biomateriais.

Segundo comunicado da Universidade, a «formação inicial NANOMOTION tem por objectivo formar a próxima geração de engenheiros e tecnologistas nos aspectos fundamentais da nanoelectromecânica para aplicar ferramentas avançadas de estudo de uma grande variedade de materiais em colaboração com parceiros académicos, de investigação e industriais. NANOMOTION vai oferecer a 12 novos investigadores e a um investigador experiente a oportunidade para ganhar conhecimento fundamental de nanoelectromecânica e habilidades indispensáveis de nanocaracterização para fazer avançar a Europa no desenvolvimento de novos materiais e dispositivos funcionais».

O consórcio é composto por oito parceiros de sete países Europeus: Alemanha, França, Grã-Bretanha, Irlanda, Rússia, Espanha e Portugal, bem como um parceiro dos Estados Unidos de América: Laboratório Nacional Oak Ridge, representando, deste modo, a indústria, a investigação e a academia, com o fim de reunir uma série de competências complementares necessárias para este projecto de educação e investigação multidisciplinar.

INFO UA
O investigador da UA explica que «as deformações nanoelectromecânicas são uma propriedade do material muito interessante que as torna extremamente atractivas para aplicações em sistemas nanoelectromecânicos (NEMS), memória de computadores, nanogeradores, etc... sendo, ainda, uma ferramenta universal para o estudo das propriedades dos materiais como as polarizações e a constante dieléctrica numa nano escala».

De acordo com o Doutor Andrei Kholkin, do CICECO/DECV, «As novas ferramentas de caracterização nanoelectromecânica baseadas em Microscopia da Zonda de Varrimento (MZV) – por exemplo, Microscopia da Força Piezoelectrica e as suas combinações com as técnicas MZV mais tradicionais são importantes para os estudos emergentes de materiais e dispositivos multifuncionais.

Isso levou recentemente a um progresso substancial no desenvolvimento de novos materiais multiferroicos, biopiezoeléctricos e materiais de baterias (na sua maioria nos EUA). Como resultado muitas empresas fabricantes de MZV estão a introduzir estas técnicas nos seus pacotes de instrumentos. Esta área emergente de nanoelectromecânica necessita de uma acção coordenada ao nível Europeu, uma vez que o progresso nesta área depende muito da educação e disseminação das melhores práticas para uma série de materiais funcionais.

O Laboratório Associado CICECO - Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos, criado em Março de 2002 na Universidade de Aveiro, tem contribuído activamente para o desenvolvimento da base do conhecimento científico e tecnológico necessário para a produção e transformação inovadora de materiais cerâmicos e compósitos.

O CICECO é hoje o maior instituto português no domínio da Ciência e Engenharia e de Materiais, integrando 50 professores, 35 investigadores, 54 pós-doutorados, 82 estudantes de doutoramento e cerca 115 outros estudantes.»

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind