Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
«Agora é o momento» - Élio Maia
2011/05/12

«Agora é o momento para perspectivar o nosso futuro colectivo», disse o presidente da Câmara de Aveiro, Élio Maia, no discurso da Gala do Município de Aveiro e Sessão Solene da Entrega das Distinções Honoríficas do programa de comemorações do dia do município, 12 de Maio, esta quinta-feira, que esta quarta-feira à noite, no Teatro Aveirense.

Apesar, segundo Élio Maia, da «conjuntura internacional e nacional adversa e terrível», a Câmara reduziu a dívida e aponta para seis orientações.

Quanto à dívida «foi possível, nos últimos 5 anos, controlar as Contas Municipais e reduzir o Passivo do Grupo Municipal em 55 milhões de Euros, o que representa uma diminuição do Passivo, em média, de 11 milhões de Euros por ano e de quase 1 milhão de Euros por mês», disse o presidente.

A primeira das seis orientações é a definição de «um ‘Município Atractivo’, que seja cada vez melhor para viver e investir» e a segunda aponta para «Um Município Moderno: somos e seremos, cada vez mais, uma cidade que está na vanguarda da inovação e do aproveitamento das tecnologias para servir as pessoas».

A terceira orientação aponta para «um ‘Município Competitivo’. Devo sublinhar o programa estratégico “Aveiro Empreendedor”, que cumpre três grandes objectivos: fomentar o empreendedorismo, apoiar novas empresas e tornar as PME’S do concelho de Aveiro mais competitivas» e a quarta para um « ‘Município Participativo’. Ambicionamos encorajar a massa crítica local a construir conjuntamente o futuro, nomeadamente através da implementação do Orçamento Participativo, mas também fomentando o diálogo inter-institucional e, ainda, reforçando uma crescente e sólida proximidade com as Juntas de Freguesia».

A quinta .orientação é o desejo de um “Município Jovem: como cidade escolar, com uma Universidade consagrada e com prestigiadas instituições de ensino superior” e a sexta é um «’Município Solidário: Aveiro vai prosseguir com as medidas de atenuação da crise económica».

No discurso, o autarca destacou o programa Polis Litoral Ria de Aveiro, a requalificação da Pateira de Requeixo, o arranjo da frente urbana de S. Jacinto, o reforço de margens e reposição de motas e diques, a criação de pistas cicláveis e a requalificação do Cais da Ribeira de Esgueira e do Esteiro de São Pedro, recuperação das Capelas de São Gonçalinho, já concluída, e a de São Tomás D’Aquino, em fase final de preparação, o primeiro Pólo da Colecção de Arte Contemporânea de Aveiro, o programa Aveiro Wireless, a instalação da fábrica de baterias eléctricas do consórcio Renault-Nissan, o arranque do Parque da Ciência e da Inovação, o Parque da Sustentabilidade, a requalificação da ex-EN 230-1, que parte de Eixo e cruza toda a Freguesia da Oliveirinha, o FICA – Fundo de Investimento do Concelho de Aveiro, a concretização da Carta Educativa, a regeneração das zonas industriais, a Bacia de Fins Múltiplos no Rio Novo do Príncipe, a implementação do Orçamento Participativo, o Concurso Jovem Criador, a construção do Centro de Alto Rendimento de Surf, em São Jacinto e equipamentos sociais em cada uma das 14 Freguesias do Concelho.

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind