Terça-feira, 25 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
31 suspeitos de lesar o Estado em 14 milhões
2011/03/01

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, com a colaboração do DSIFAE, concluiu e remeteu ao Ministério Público da Comarca do Baixo Vouga um inquérito em que se encontram constituídos 31 arguidos, sendo 16 singulares e 15 empresas, sob controle de Manuel Godinho, a quem se imputam crimes de branqueamento e fraude fiscal qualificada lesando o Estado em cerca de 14 milhões de euros.

Segundo a PJ, «no âmbito da investigação foi possível apurar que, entre os anos de 2005 e 2008, um grupo de empresas sediado na zona de Aveiro e Ovar terá lesado o Estado Português em cerca de €14.000.000,00 (catorze milhões de euros), ao incorporar na sua contabilidade mais de €44.000.000,00 (quarenta e quatro milhões de euros) de despesas com aquisições inexistentes, suportadas em facturas e outros documentos falsos de igual montante.

As facturas falsas eram emitidas «em nome de empresas não declarantes fiscais por vários indivíduos, agora também arguidos, quase todos com grandes dificuldades económicas». Quanto aos cheques que se destinariam ao pagamento das transacções fictícias «eram descontados, muitas vezes no mesmo dia em que eram emitidos, e o dinheiro "vivo" voltava aos emissores dos cheques, que o incorporavam no seu património».

O objectivo do núcleo central de arguidos, ligados ao grupo de empresas beneficiado, «era, simultaneamente, colher benefícios ao nível do IVA (até 2006) e IRC, e justificar a posse de grande quantidade de materiais subtraídos ilicitamente a empresas públicas e do sector público com quem havia contratualizado, a mais das vezes através de concursos públicos, a recolha de materiais vários».

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind