Sábado, 17 de Novembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Zona Industrial da Pedrulha recebe mais 7 empresas
2010/12/10

A Zona Industrial da Pedrulha, na Mealhada, vai receber sete novas empresas, sendo que dos 29 lotes da 2ª fase dessa obra, que foram colocados à venda há menos de dois meses, em Outubro passado, 15 já foram vendidos a um total de sete empresas. Actualmente encontram-se 11 empresas instaladas a que se juntaram mais sete.

Segundo a Câmara da Mealhada, trata-se do «único município da região que tem uma zona industrial com lotes devidamente organizados e legalizados, para que os proprietários possam candidatar-se a fundos comunitários. Aqui há essa garantia, de que os lotes estão devidamente legalizados e registados na Conservatória”, segundo o Presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Carlos Cabral, recordando que a Zona Industrial da Pedrulha alberga já grandes empresas como a Alves Bandeira, a Urbanos e a Madeira & Madeira».

A ZI, na qual a autarquia investiu seis milhões de euros, está «situada em local privilegiado, junto da portagem da Mealhada da A1 Norte e servida pela EN 234, com ligação à EN1/IC2 e aos municípios da Mealhada e Cantanhede, é um local particularmente atractivo para as empresas», segundo comunicado da Câmara Municipal que garante ao investidor um «tratamento prioritário a nível burocrático».
O mesmo comunicado diz que «apesar da conjuntura económica e financeira que o país atravessa, a procura de lotes por grandes empresas supera todas as expectativas».s

As empresas instaladas «representam centenas de postos de trabalho, a criação de riqueza para o concelho e, claro, o desenvolvimento económico do Município da Mealhada e da Região Centro».

INFO CMM «Os lotes foram atribuídos de acordo com alguns critérios, entre eles a valorização de recursos humanos, o ambiente e as condições de trabalho, a competitividade da empresa e a valorização da estrutura económica e empresarial do concelho. A autarquia privilegiou as empresas não poluentes e direccionadas para a especialização tecnológica e logística, área na qual o município apresenta fortes capacidades competitivas e se pretende especializar. As novas empresas têm agora um período de três anos para se instalarem na zona industrial, sob pena de terem de devolver os terrenos à autarquia se não cumprirem o prazo estipulado no regulamento.

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind