Sábado, 17 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Apreendidos 70 kg de meixão
2010/12/06

Um homem foi interceptado esta segunda-feira na zona de Aveiro, na posse ilegal de 70 kg de enguia bebé, vulgarmente designada "meixão" na viatura que conduzia, avaliado em 35.000 euros.

Além do meixão, foram ainda apreendidos o tanque onde era transportado o pescado, uma viatura e uma balança, tudo com o valor de cerca de 5.000,00 €, além de 8.500,00 € em dinheiro. A apreensão totalizou 48.500,00 €. O dinheiro apreendido foi depositado em conta à ordem do processo.

O meixão apreendido foi devolvido ao meio natural, junto à "Ponte Açude" de Coimbra, «contribuindo assim para a reposição do meixão naquele troço do rio».

O indivíduo, residente no Norte de país, foi constituído arguido, «uma vez estarmos na presença de uma contra-ordenação», segundo o comunicado.

É funcionário de uma empresa com sede em Espanha, «reincidente neste tipo de infracção, segundo o Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz da Unidade de Controlo Costeiro da GNR.

O destacamento refere ainda que «o meixão era transportado numa viatura preparada para o efeito, em tanque concebido para este fim, devidamente oxigenado e dissimulado na traseira da viatura».

INFO «O meixão é uma espécie com alto valor de mercado, em especial se com destino ao mercado espanhol, tendo um preço de cerca de 500 (quinhentos) Euros/kg.

O meixão é uma espécie cada vez mais protegida face à sobre pesca de que tem sido alvo, levando à sua crescente escassez, sendo hoje cada vez mais difícil a sua pesca. Face à depleção dos recursos, têm vindo a ser tomadas medidas de combate à pesca ilegal desta espécie, das quais, entre outras, resultou a presente apreensão.

No entanto, os efeitos da pesca do meixão não se esgotam na sua captura, uma vez que este é capturado através de um tipo de rede, com uma malha muito apertada, vulgo "rede mosquiteira", a qual, além de capturar o meixão, destrói todas as restantes espécies que fazem do rio seu habitat natural para viver, reproduzir ou crescer, caso de grande parte das espécies que fazem parte da nossa alimentação.

A Unidade de Controlo Costeiro, no geral e este Destacamento em particular, tem vindo a prestar a maior e melhor atenção à protecção dos recursos naturais, designadamente dos recursos da pesca. Resultados como este dão-nos a certeza de que estamos a proteger um recurso que é de todos e a todos beneficia».

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind