Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Aveiro terceiro melhor concelho para viver
2010/11/30

O Concelho de Aveiro é o terceiro melhor município para se viver, e o primeiro em concelhos com mais de 25 mil eleitores, segundo um estudo do Instituto de Tecnologia Comportamental – INTEC, realizado em parceria com o jornal SOL, no qual divulga anualmente o «barómetro de diagnóstico da Qualidade de Vida nos Municípios Portugueses.

Os critérios de avaliação da ‘Qualidade de Vida’ são 10: Ambiente, Acessibilidades e Transportes, Diversidade e Tolerância; Economia e Emprego; Ensino e Formação; Felicidade; Saúde; Segurança; Turismo, Cultura e Lazer e Urbanismo e Habitação.

A análise incluiu indicadores quantitativos (reais infra-estruturas nos municípios) e qualitativos (satisfação da população com essas infra-estruturas).

A cerimónia de entrega realizou
-se no âmbito da II Conferência de Qualidade de Vida: “A Qualidade de Vida como factor de Competitividade”, no Instituto Ciências Sociais e Politicas, em Lisboa.

A Câmara Municipal de Aveiro recebeu o 3.º Prémio de “Os Melhores Municípios para Viver” e o primeiro nas áreas da Economia, Emprego e Satisfação Profissional.

Segundo o presidente da Câmara, Élio Maia, tem “muito gosto em ir receber este prémio que, muito mais que o prémio em si, é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos aveirenses no sentido de melhorar a Qualidade de Vida em Aveiro.”

Sendo a saúde um dos aspectos menos positivos diz que “as condições do posto de saúde de Esgueira, os contentores onde funciona o posto de saúde de Cacia e a casa emprestada, há já 30 anos, pela Paróquia de São Bernardo, para ser usada como centro de saúde daquela freguesia, são áreas menos positivas que estamos, juntamente com a Administração Central, a tentar ultrapassar.”

Na Economia e Emprego, e a Satisfação Profissional foram domínios onde o Município de Aveiro ficou em primeiro lugar e «poder-se-á justificar pelo facto do tecido empresarial ser caracterizado pela inovação e responsabilidade social», segundo comunicado da Câmara.
O Presidente destaca “que o trabalho de limpeza de despoluição é altamente valorizado como se pode comprovar com os gastos anuais que a Autarquia despende neste domínio. Num estudo da DECO elaborado entre 69 Municipios, ficámos em terceiro lugar, no cômputo geral e em primeiro nas capitais do distrito”.

O Executivo tem «apostado em alguns eixos estratégicos fundamentais, como sejam, a regeneração urbana, a requalificação do Parque Escolar, o incentivo ao empreendedorismo e o apoio ao desenvolvimento económico».

Na regeneração urbana, destaca o Parque da Sustentabilidade (14 milhões de Euros), a reabilitação de edifícios históricos, a construção do centro de educação ambiental, a construção de pontes pedonais, equipamentos desportivos, hot spots de ligação gratuita à Internet, e «procurando dinamizar a Avenida Lourenço Peixinho e a sua envolvente, o Município de Aveiro criou em parceria com a Associação Comercial de Aveiro, a AGIR – Associação para a Modernização e Revitalização do Centro Urbano de Aveiro que visa modernizar e revitalizar o centro urbano de Aveiro, apoiando a actividade comercial do Concelho, a participação na gestão da oferta comercial, a gestão de projectos comuns à área comercial abrangida, nomeadamente no que respeita à respectiva promoção, segurança, publicidade e animação, a participação na gestão de equipamentos públicos e serviços comuns, o desenvolvimento de parcerias com entidades públicas e privadas, por forma a promover a concertação de interesses e formas de atracção entre os diversos actores do projecto, a dinamização de acções de promoção comercial e acções de promoção do Município de Aveiro, que contribuam para a dinamização do tecido comercial e empresarial do Concelho».

No que ao Parque Escolar diz respeito, a Carta Educativa do Concelho prevê a construção de Centros Educativos.

A política da Câmara «aposta na promoção do empreendedorismo, que fomenta a inovação e a criatividade e que cria condições para ligar o conhecimento académico às necessidades das empresas. Foi com vista para a fixação de projectos empresariais, em Aveiro, que a edilidade, a EMA e o GrupUNAVE estabeleceram uma parceria, que, entre outros aspectos, começou a transformar um dos pisos do Estádio Municipal numa incubadora de empresas. Este acordo está em linha com a prioridade das políticas públicas de criação de emprego e de criação de riqueza, imprescindíveis para o desenvolvimento da comunidade».

Enviar por email  Imprimir
Andamos a brincar
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind