Domingo, 18 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Governo aconselhado a ouvir PS/Aveiro
2010/11/21

O deputado do PSD, Ulisses Pereira, aconselha o Governo a «escutar as avisadas vozes dos dirigentes locais do Partido Socialista» e juntar às «posições desde sempre assumidas pela Câmara Municipal de Aveiro, nomeadamente pelo seu Presidente» no que respeita às portagens nas SCUT, e «corrija o que tem a corrigir».

«Não se justifica», segundo o deputado, que os lanços Esgueira-Aveiro Nascente, Aveiro Nascente-Estádio (ZI Aveiro) e Estádio (ZI Aveiro)-Angeja (Poente) não constem dos troços isentos, constantes do Anexo 2 ao Decreto-Lei nº 67-A/2010».

Um dos lanços entre Aveiro Nascente e o Estádio Municipal de Aveiro, tem 600 metros, diz o deputado que chama a atenção para a «dificuldade em encontrar vias alternativas que acedam à Zona Industrial de Taboeira», o aumentou «muito significativo da utilização da EN 109 e de arruamentos interiores das freguesias de Cacia e Esgueira, com efeito negativos «para a qualidade de vida», a mobilidade, segurança e qualidade do ar e «filas de veículos automóveis, veículos de transportes de produtos químicos, perigosos, tóxicos e inflamáveis a circular em vias camarárias, sem passeio pedonal, em zonas habitacionais de grande densidade populacional».

No requerimento enviado ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações acredita que o Governo «possa escutar as avisadas vozes dos dirigentes locais do Partido Socialista que se vieram juntar às posições desde sempre assumidas pela Câmara Municipal de Aveiro, nomeadamente pelo seu Presidente, e pela Comissão Política Concelhia do PSD, e corrija o que tem a corrigir nas listas constantes do Anexo 1 e do Anexo 2 do Decreto-Lei nº 67-A/2010.».

Cita o PS de Aveiro, quando «afirma e bem que ‘com a introdução destas taxas, Aveiro será a única cidade do País a possuir uma via intra-urbana, mesmo sendo uma estrada nacional, com portagem’».

Ulisses Pereira questiona se o Ministério conhece a situação, se é intenção do Governo introduzir as alterações legislativas necessárias para isentar os referidos lanços do pagamento de portagens?» e «Quando vai o Governo tomar uma decisão que acabe de vez com esta injustiça, com esta situação discriminatória que recai sobre Aveiro e os Aveirenses?».

Para o social-democrata, «a localização dos pórticos para cobrança de portagens que envolvem a cidade de Aveiro é por todos reconhecida como aberrante, criando uma situação única no País e profundamente lesiva dos interesses de todos aqueles que vivem ou se deslocam diariamente para Aveiro» considerando tratar-se de um «verdadeiro “anel” que cerca a cidade, e que faz inveja em termos de eficácia às portas de entrada das cidades medievais».

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind