Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018  Desportos   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Karla Taylor é a nova Miss Sumol Cup
2010/09/02

A brasileira Karla Costa-Taylor venceu a etapa portuguesa do Europeu de bodyboard, prova que ainda pontua para o Circuito Mundial, que hoje terminou na praia da Costa Nova, em Ílhavo, sagrando-se, assim, Miss Sumol Cup 2010, prova organiza pela ASA – Associação de Surf de Aveiro.

A bodyboarder do Rio de Janeiro conseguiu pela primeira vez em 15 anos alcançar a final de uma competição em Portugal.

Chegou à vitória a cerca de três minutos do termo da final. Até aí a alternância no comando entre ela e mais duas das finalistas foi uma constante, mantendo-se até final a incerteza sobre quem ficaria no primeiro lugar.

Uma onda excelente (8.33 pontos) já perto do fim deu à atleta carioca a margem necessária para assegurar o primeiro lugar, relegando para as posições secundárias a compatriota Maylla Venturin (2.ª) e a alemã Joana Schenker (3.ª), que por diversas vezes na liderança da final.
“O campeonato teve um nível bom e a final foi excelente, com constantes trocas de lugar e com pontuações altas, o que demonstra o nível e empenho das atletas em vencer a prova”, disse no final Rui Félix, Director-técnico das federações Portuguesa e Europeia de Surf e responsável pela competição de Ílhavo.

No final, e na soma das duas melhores ondas, Taylor fez um «score» de 15.50 pontos, Venturin de 12.87, Schenker de 12.80 e Chiaki Okuyama, a japonesa que terminou em quarto lugar e a única que nunca conseguiu passar pelo primeiro posto, de 11.33.

Durante os dois dias de competição, o total de ondas surfadas pelas 37 bodyboarders inscritas, de 11 nacionalidades, foi de 377, com Maylla Venturin, ainda nos oitavos-de-final, a fazer a melhor onda, que recebeu nota máxima (10 pontos) do corpo de juízes.
Das 18 atletas portuguesas que iniciaram a competição, apenas cinco lograram passar aos quartos-de-final e dessa fase apenas a experiente Rita Pires conseguiu chegar às meias-finais, ficando-se, no entanto, por aí.

O prémio Miss Simpatia foi para Natasha Sagardia. A porto-riquenha que em 2009 se sagrou Miss Sumol Cup, não foi além das meias-finais, mas a sua enorme boa-disposição e alegria valeram-lhe a distinção da organização.

Durante seis dias, o Miss Sumol Cup consagrou Ana Sarmento como grande vencedora da 4.ª etapa da Liga ProSurf feminina (campeonato nacional), prova que terminou no passado domingo, e Karla Costa-Taylor como a melhor na etapa lusa do campeonato europeu de bodyboard (prova pontua para o Circuito Mundial), modalidade que está na génese do evento.

Foram ainda ministradas gratuitamente aulas de surf e de bodyboard a mais de uma centena de miúdos e graúdos que quiseram experimentar os desportos de ondas, numa iniciativa que registou a maior adesão desde que, em 2005, o Miss Sumol Cup se realiza nas praias ilhavenses.

Declarações das finalistas

Karla Costa-Taylor (1ª) – “Esta prova correu muito bem. Desde 1995 que venho a Portugal competir e nunca tinha conseguido chegar a uma final, por isso estou muito contente. À medida que o campeonato foi avançando fui observando o mar e melhorando a minha prestação. Na final também tive sorte em apanhar aquela onda, pois acho que qualquer uma podia ter ganho. Quanto a esta prova, sinto-me uma privilegiada e todas nos sentimos sempre confiantes pois sabemos que estamos em boas mãos com esta organização. Isto é um festival incrível de mulheres…”.

Maylla Venturin (2.ª) – “É sempre muito bom estar aqui e, como é logo depois do Sintra Pro, podemos relaxar e estar descontraídas. Chegar à final foi muito bom e agora só espero que esta prova possa integrar o Mundial. Se ela assim já é alucinante, no Mundial seria muito, muito bom”.

Joana Schenker (3.ª) – “Estou muito contente por chegar à final, fase a que já não chegava desde 2007. O terceiro lugar, mesmo assim, foi bom, porque todas as minhas mais directas adversárias na luta pelo Europeu não pontuaram mais do que eu e o meu grande objectivo é ser campeã da Europa”.

Chiaki Okuyama (4.ª) – “Estou muito contente com a minha prestação porque nunca tinha chegado à final e a minha época não tem corrido muito bem, por isso estou muito contente com o meu resultado”

Natasha Sagardia (Miss Simpatia) – “Esta é uma das minhas provas favoritas pela tranquilidade com que a encaro e pelo ambiente que vivemos entre todas, pelo que é sempre muito especial para mim estar aqui. Este é um evento muito especial porque se dedica só a nós. Normalmente, este é um prémio que vai para as brasileiras, que de facto são muito simpáticas, pelo que estou contente por ter sido a contemplada este ano”.

Enviar por email  Imprimir
Andamos a brincar
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind