Sábado, 22 de Setembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Docente de Aveiro descobre novo sistema planetário
2010/08/25

Uma equipa europeia de astrónomos, com a participação de Alexandre Correia, da Universidade de Aveiro (UA), e de Nuno Cardoso Santos, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, descobriu o sistema planetário conhecido mais semelhante ao nosso, em redor da estrela HD 10180, localizada a 127 anos-luz, na constelação do Hydrus (hemisfério sul).

Os dados recolhidos permitiram concluir que a estrela HD10180 possui cinco planetas semelhantes a Neptuno, com massas compreendidas entre 13 e 25 vezes a massa da Terra e orbitando a estrela com períodos entre seis e 600 dias.

Foi ainda encontrada evidência para a presença de mais dois planetas.
O primeiro é semelhante a Saturno, tem uma massa 65 vezes a massa da Terra e período de 2200 dias. O outro será o planeta com menor massa descoberto até hoje, com apenas 1,4 vezes a massa da Terra e orbitando a estrela HD 10180 em apenas 28,3 horas.

Segundo comunicado da UA, outro resultado interessante foi a verificação que a distribuição destes planetas obedece a uma lei semelhante à que encontramos no nosso sistema solar, a lei de Titius-Bode: cada um dos planetas exterior encontra-se aproximadamente ao dobro da distância do planeta anterior.

O mesmo comunicado refere que «até agora foram encontrados mais de 500 planetas extra-solares e são conhecidos 15 sistemas planetários com pelo menos três planetas. A equipa vai continuar a trabalhar no sentido de encontrar sistemas mais complexos e planetas ainda mais pequenos. O seu grande objectivo é compreender os mecanismos de formação dos planetas e a origem do nosso sistema solar, e caminhar no sentido de encontrar planetas do tipo da Terra, capazes de albergar vida».

As conclusões foram apresentadas esta terça-feira numa conferência, no Observatoire de Haute-Provence, em França constituindo o culminar de seis anos de observações da estrela, usando o espectrógrafo HARPS, instalado no telescópio de 3,6 metros do observatório do ESO (European Southern Observatory) de La Silla, no Chile.

Mais informaçõess

aqui

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind