Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Ouro para Carlos Candal
2010/06/16

No primeiro aniversário da sua morte, a Câmara de Aveiro entrega da Medalha de Ouro do Município à família de Carlos Candal, numa homenagem marcada para esta sexta-feira, às 18:30h, na sala do plenário da Assembleia Municipal de Aveiro (edifício da antiga Capitania do Porto de Aveiro).

A Câmara decidiu ainda dar o nome de Carlos Candal a uma rua na freguesia da Vera-Cruz, onde nasceu e viveu.

Em 2003foi-lhe atribuída a Medalha de Mérito Municipal em Prata devido à sua participação na Comissão Executiva do 3º Congresso da Oposição Democrática.

Info CMA
Carlos Manuel Natividade da Costa Candal (nascido a 1 de Junho de 1938, em Aveiro), político e advogado português, foi membro fundador do Partido Socialista e deputado por aquele partido, primeiro na Assembleia Constituinte, depois na Assembleia da RepúCarlos blica por diversas legislaturas (I, II, II, IV) e, por fim, no Parlamento Europeu (dois mandatos 1995-1999 e 1999-2004).

No Parlamento Europeu exerceu funções de Vice-Presidente da Delegação para as relações com os países membros da ANASE, o Sudeste Asiático e a República da Coreia tendo sido membro de várias comissões e delegações.

Licenciado em Direito e com o Curso Complementar de Ciências Político-Económicas, Carlos Candal foi presidente da Associação Académica de Coimbra em 1961, e ficou conhecido pelas suas intervenções nesses anos de luta contra o regime salazarista e a guerra colonial. Na sua actividade profissional foi igualmente professor do ensino secundário. Fez uma comissão militar em Timor, onde exerceu as funções de Promotor de Justiça do Tribunal Militar Territorial. Advogado em Aveiro, integrando um escritório de advogados, Carlos Candal era um causídico de barra, sendo conhecido pela sua eloquência quer no Tribunal quer fora dele. Em 1995, foi o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Aveiro e enfrentou nessa eleição, entre outros, Paulo Portas e Pacheco Pereira. A disputa desse círculo ficou conhecida pelo Breve manifesto anti-Portas em português suave, da sua autoria. Em 2001, candidatou-se ao cargo de bastonário da Ordem dos Advogados.

Foi Presidente da Assembleia Municipal de Aveiro durante dois mandatos (entre 1997 e 2005).

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind