Quinta-feira, 22 de Novembro de 2018  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
- «Período de ouro» no Porto
2009/02/21

A Plataforma Logística Portuária de Cacia foi inaugurada esta sexta-feira, numa sessão com a participação do Primeiro-Ministro, José Sócrates Ministro dos Transportes, Obras Públicas e Comunicações, e Secretária de Estado dos Transportes. Na sessão foi apresentado um conjunto de obras totalizando um investimento de 242,7 milhões de euros (176,9 milhões de natureza pública e 65,8 provindo de parceiros privados).

José Sócrates sublinhou a «importância que este investimento do Porto de Aveiro tem, desde logo para a economia regional, a valorização do Porto de Aveiro é absolutamente decisiva para que a região possa ganhar mais atractividade económica e maior competitividade». Falou ainda acerca da «importância que este investimento tem para o conjunto da economia nacional. Esta obra não é apenas uma obra regional», disse. Nos últimos 50 anos nunca tivemos um período em que o Estado tivesse investido tanto no Porto de Aveiro. Estamos a recuperar o tempo perdido, porque não fazia o mínimo sentido não estar, o Porto de Aveiro, dotado de uma ligação ferroviária. A isto chama-se investir na performance logística do País e na melhoria da competitividade de um porto que é absolutamente essencial para o conjunto da economia nacional», continuou José Sócrates, considerando significarem, «estes últimos três anos e meio, um período de outro para o Porto de Aveiro».

Quanto ao investimento privado no Porto de Aveiro, de 67 milhões de euros, «um dos indicadores mais importantes para se medir a qualidade do investimento público é se ele acompanha ou não o investimento privado, e no Porto de Aveiro isso acontece».

Info APA
A Plataforma Logística Portuária de Cacia e Ramal Ferroviário de ligação do Porto de Aveiro à Linha do Norte é um investimento público de 12 milhões de euros, para assegurar o encaminhamento das mercadorias com origem e destino no porto de Aveiro, assim como contribuir para um alargamento do seu hinterland natural até à região de Castela e Leão.

O Ramal Ferroviário de ligação do Porto de Aveiro à Linha do Norte e ligações ferroviárias internas; a Plataforma Logística de Aveiro/Pólo de Cacia; o Terminal Especializado para a Movimentação de Granéis Sólidos; o Terminal Especializado para a movimentação de Granéis Líquidos e Parque Logístico Adjacente e o Projecto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas do Porto de Aveiro fazem o conjunto das obras no Porto.

A Plataforma Logística de Aveiro/Pólo de Cacia funcionará como interface entre o ramal ferroviário de ligação do Porto de Aveiro e a Linha do Norte. Tem uma área total de nove hectares, sendo seis destinados à fixação de actividades logísticas e à realização de operações ferroviárias de carga/descarga. A REFER prevê a sua entrada em exploração já no próximo mês de Março.

Com uma extensão de 8 kms, o ramal ferroviário oferece um serviço intermodal de transporte ferro-marítimo, integrando o Porto de Aveiro nas cadeias logísticas de transportes internacionais e para o aumento do seu hinterland natural até à região espanhola de Castela e Leão.
O onvestimento público de 73 milhões de euros (REFER), com entrada em exploração prevista para o próximo ano.

Prevê-se um volume de negócios de meio milhão de euros em 2015, «ano-cruzeiro» projectado para este empreendimento.

O Terminal Especializado para a Movimentação de Granéis Sólidos já em exploração, representou um investimento de 42 milhões de euros, 32 a cargo da Administração do Porto de Aveiro (APA, S.A.), com o remanescente tendo origem na iniciativa privada.

Dotado de um cais com 750m de comprimento a fundos de -12m e terraplenos com uma área total de 26 hectares infra-estruturados (redes de serviços e ligação ferroviária), tem como principal objectivo aumentar a capacidade instalada do Porto de Aveiro para a movimentação de granéis sólidos e oferecer condições operacionais mais eficientes e mais atractivas para os agentes económicos, mormente através da oferta de condições para a recepção de navios de maior dimensão e de serviços ferroviários.

Terminal Especializado para a movimentação de Granéis Líquidos e Parque Logístico Adjacente Construção de três novos postos de acostagem vocacionados para a movimentação de granéis líquidos, com fundos adjacentes a -12m, e de terraplenos com uma área total de 66 hectares. Estes encontram-se dotados com infra-estruturas ferroviárias e com as esteiras necessárias à instalação dos pipelines que ligam as zonas de armazenagem previstas aos aludidos postos de acostagem.

Aumentar a capacidade instalada do Porto de Aveiro para a movimentação de granéis líquidos e oferecer condições operacionais mais eficientes e mais atractivas para os agentes económicos, através da oferta de condições para a recepção de navios de maior dimensão e de serviços ferroviários, são os principais objectivos deste terminal, que já se encontra em exploração. Na sua construção foram investidos 78,7 milhões de euros, sendo 21 milhões canalizados pela APA, S.A e 57,7 milhões a cargo do sector privado.

3.ª fase da Via de Cintura Portuária Envolve a construção de um acesso rodoviário com uma extensão de cerca de 2,2 km, e que ligará o troço já concluído da Via de Cintura Portuária (1ª e 2ª fases) à A25, junto ao nó da Friopesca.

Os seus principais objectivos consistem num maior ordenamento da zona portuária afecta ao Porto de Pesca do Largo e no aumento da eficiência no escoamento das mercadorias com origem e destino no porto, nomeadamente as que têm origem e destino nos seus novos terminais de granéis sólidos e líquidos.

A obra, no valor de 6,9 milhões de euros (a cargo da APA, S.A.), já se encontra em curso, estando a sua conclusão prevista para Outubro do corrente ano.

Projecto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas do Porto de Aveiro envolve a execução de duas componentes de investimento. A primeira consiste na execução da dragagem de 1º estabelecimento, à cota de -12,5 Z.H., de um novo canal exterior de acesso dos navios ao Porto de Aveiro (na zona de aproximação do porto), alinhado com o canal de entrada de navegação. A segunda componente do projecto é complementar à primeira e corresponde ao prolongamento em 200 metros do molhe norte, prolongamento necessário para dotar o novo canal de acesso de condições de abrigo contra a agitação e as correntes marítimas desfavoráveis.

Este projecto tem como principais mais-valias o aumento dos fundos do actual canal exterior de navegação em mais 2,5m, isto para além do facto de passar a permitir que a aproximação dos navios se faça sem mudança de trajectória relativamente ao canal de navegação interno. Após o investimento, a dimensão máxima permitida dos navios que poderão escalar o Porto de Aveiro será de -10,5 m de calado e de 200 metros de comprimento.

Obra já em curso, estando prevista a entrada em exploração dos novos fundos da zona de aproximação da barra em meados de 2009 e do prolongamento do molhe norte em 2012. Um investimento de 32 milhões de euros, a cargo da APA, S.A.».

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind