Terça-feira, 20 de Novembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Pólo de Competitividade e Tecnologia em Estarreja
2009/01/28

A Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação – AIPQR, constituindo o Pólo de Competitividade e Tecnologia terá sede em Estarreja.

Este Pólo de Competitividade e Tecnologia das Indústrias da Refinação Petroquímica e Química Industrial «enquadra-se na estratégia do Governo de dinamização de indústrias chave para a economia portuguesa através de parcerias integradas por empresas e instituições de suporte relevantes e que partilham uma visão estratégica baseada em actividades inovadoras, orientadas para o desenvolvimento de projectos de elevada intensidade tecnológica e com forte orientação e visibilidade internacional»», segundo comunicado da Câmara de Estarreja.

Já foram eleitos os primeiros órgãos sociais da nova Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação – AIPQR. A Direcção é presidida por João de Mello, presidente da CUF – Químicos Industriais, integrando igualmente os responsáveis máximos das empresas associadas e sedeadas em Estarreja: Dow Portugal, Cires e Arlíquido.

O pólo «visa desenvolver actividades comuns para melhorar a competitividade, envolvendo as empresas do sector de todo o país e esta organização das empresas em rede facilitará o acesso a fundos comunitários e servirá de plataforma para a realização de investimentos partilhados em tecnologia e inovação».

O desenvolvimento do Pólo será suportado em 6 clusters principais (benzeno – MDI – Poliuretanos; Paraxileno – PTA/PET; Etileno – PVC/Polietileno; Propileno – polipropileno/polióis; Refinação; Química industrial).

A criação deste pólo permite «minimizar o efeito a distância física entre empresas é um dos oito vectores principais. Na lista constam: a produção de produtos em que país não é auto-suficiente, substituindo-se as importações; aumento das capacidades de produção; constituição de centros de I&D, de qualidade mundial; desenvolvimento de programas e bolsas de investigação atraindo profissionais altamente qualificadas; maximização dos programas de desenvolvimento ambiental sustentável; aprofundar o envolvimento com as comunidades locais; e captação de empresas líderes mundiais».

O sector petroquímico, químico e da refinação emprega cerca de 25 mil pessoas e é responsável por 8 por cento das exportações nacionais.

Entidades associadas Galp Energia, ARLÍQUIDO, CUF – Químicos Industriais, DOW Portugal, CIRES – Companhia Industrial de Resinas Sintéticas, Euroresinas Industriais Químicas, Microprocessador – Sistemas Digitais

Associados Aderentes Municípios de Estarreja e Sines, Portos do Douro e Leixões, Aveiro e Sines, APEQ – Associação Portuguesa das Industrias Químicas e Sines Tecnopolo.

Universidades: Técnica de Lisboa, de Aveiro, de Coimbra, do Porto e Nova de Lisboa.

Enviar por email  Imprimir
Vasco
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind