Terça-feira, 25 de Setembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Empresas da Inova-Ria desenvolvem Mercurius
2008/08/10

As empresas da Inova-Ria Maisis, Ponto.C e X-Path e várias instituições do Sistema Científico Nacional - ISEP, FCTUC, INESC-ID e UALg, vão desenvolver o Mercurius, um projecto «de grande dimensão», cuja candidatura já foi apresentada ao Sistema de Incentivos de IDT do QREN.

Trata-se de um trabalho que será resultado de investigação conjunta entre empresas e entidades SCT «com currículos relevantes nos domínios dos Sistemas de Suporte à Decisão, Inteligência Artificial e Língua Natural».

Segundo os promotores, pretende a «criação de um ecossistema de aplicações empresariais alinhado em torno de conceitos de negócio. É claramente uma implementação das tendências da Web 3.0, orientada ao conhecimento por oposição à informação e uma forte intrusão na próxima geração da WEB que procura aproximar-se da forma de pensar e aprender do Homem».

Servirá para «fornecer aos utilizadores formas de aceder aos documentos e registos nas várias aplicações existentes (ERP, CRM, ECM e Gestão de Normativos), possibilitando a pesquisa e navegação por conceitos de forma personalizada e contextualizada com o que está a fazer no momento».

Para facilitar a gestão, pretende-se ainda, «criar mecanismos de criação automatizada de KPIs a partir de uma Datawarehouse consolidada e alinhada com os mecanismos de representação de conhecimento que o Servidor utiliza (Ontologias). Para que se adeqúe ao perfil do utilizador, será possível a criação de várias Ontologias, o seu mapeamento automático, versionamento e alinhamento espacial e temporal».

Identificará entidades «mencionadas em texto, bem como integrada a capacidade de reconhecimento de fala e tradução para texto, como forma de associar as interacções dos call-centers ao concentrador de conhecimento».

O projecto será ainda dotado de «mecanismos de inferência, raciocínio e aprendizagem, capazes de re-alimentar o próprio conhecimento do sistema» e suportará «um conjunto de agentes que permitirão dar suporte à decisão, de forma contextualizada, automática e enquadrada com o ambiente aplicacional, melhorando a produtividade dos utilizadores, a acuidade das decisões e promovendo pro-actividade das respostas dos utilizadores».

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind