Sexta-feira, 10 de Julho de 2020  Aveiro   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Quercus/Aveiro relaciona caça aos incêndios
2007/11/08

A Quercus/Aveiro relaciona os incêndios recentes no baixo Vouga à caça e diz que a biodiversidade está ameaçada.

«A área do Baixo Vouga Lagunar encontra-se assim a saque e em degradação acelerada. Junte-se ao problema dos incêndios (que, tendo em conta a localização e a época do ano em que ocorrem, só podem ter uma de duas origens: negligência ou mão criminosa), a actividade da caça», diz a organização ambientalista em comunicado «difundido esta quinta-feira.

Desde 2004 que a Quercus acompanha os incêndios na zona e «coincidência, ou não, estes incêndios surgiram a partir do momento que o regime cinegético na área ficou ordenado».

A associação defende o «fim da caça no Baixo Vouga Lagunar, e, como medida dissuasora dos atentados ambientais nesta área, entre eles os incêndios, uma fiscalização intensa (diurna e nocturna) por parte das autoridades na área do Baixo Vouga Lagunar».

A Quercus não defende o fim da caça no país, mas a «protecção eficaz de determinados locais com elevados valores naturais, potenciadores de fomentarem junto da comunidade local uma estratégia de sensibilização ambiental»


Os ambientalistas têm acompanhado os incêndios na zona. «Desde Agosto de 2004, este é, pelo menos, o quarto incêndio de grandes proporções que ocorre na área do Baixo Vouga Lagunar, em habitats de elevado valor conservacionista. Em 2004 arderam cerca de 85 ha, em 2005 arderam cerca de 115 ha, e em 2007 o Baixo Vouga continua a arder numa área cujo total se encontra ainda por apurar..

A Quercus fala de «um cenário dantesco o que se assiste no local e que é do conhecimento de todas as autoridades, apesar da tentativa de ordenamento através da criação de zonas de caça municipais, continua a exercer-se, ano após ano, denúncia após denúncia, de forma ilegal. Caça-se em qualquer altura do ano e a qualquer hora do dia.

O incêndio de 2004, segundo a Quercus, «eliminou o habitat de nidificação de um casal de Águia-sapeira, os incêndios de 2005 destruíram o habitat de nidificação de 3 casais de Águia-sapeira e o presente incêndio encontra-se a destruir o habitat de pelo menos dois casais de Águia-sapeira e o local de dormitório de Inverno que é utilizado por esta espécie desde há pelo menos 15 anos, o qual, em determinados anos, pode atingir os 20 indivíduos. A Águia-sapeira é uma espécie ameaçada, constante do Anexo I da Directiva Aves que possui na Ria de Aveiro um efectivo populacional muito importante no contexto nacional».

A Quercus registou que entre os dias 2 até esta quinta-feira «uma extensa área de Junco e Caniço, área de elevada importância natural, foi ardendo no Concelho de Estarreja».

A ocorrência de incêndios de grandes proporções no Baixo Vouga Lagunar está a tornar-se num «hábito muito frequente» e a área que ardeu no Baixo Vouga é uma área de «elevadíssimo valor conservacionista, estando inclusivamente protegida ao abrigo de legislação comunitária e nacional. Trata-se de uma área inserida na Zona de Protecção Especial (ZPE) da Ria de Aveiro ao abrigo da Directiva Aves. É pois uma zona de grande importância para a conservação das aves selvagens».

A associação classifica ainda de «inconcebível que, nesta área, a actividade cinegética coexista com o ecoturismo numa área reconhecidamente detentora de elevados valores naturais, procurada por centenas de pessoas de todo o país em actividades de ecoturismo e observação de aves (bird watching), em muito fomentadas no local pela Quercus-Aveiro e pelo projecto Bioria (Câmara Municipal de Estarreja).

Por isso pergunta: «Como se explica aos visitantes mais novos (muitos deles vindos de escolas), enquanto estes observam a fauna no seu habitat e se sensibilizam para a necessidade de conservação dos valores locais, a ocorrência de tiros e o abate de fauna e contaminação do habitat?».

.


Enviar por email  Imprimir
O dia seguinte
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind