Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Empresas começam a chegar ao Eco Parque
2007/03/23

A Câmara de Estarreja já assinou contratos promessa com oito empresas e outras cinco empresas estão em vias de investir em Estarreja, representando mais de 500 postos de trabalho, o que “evidencia o trabalho realizado na captação de empresas”, segundo o vereador Abílio Silveira.

São 13 as empresas instaladas e em vias de investir. No caso da TEM, o administrador Ilídio Pereira,refere que o parque de Estarreja “tem condições excelentes. A empresa aumento, de 2 para 93 desde 1999. O investimento da empresa em Estarreja ronda os 1,5 milhões de euros e até ao final de 2008 alcançará os 4 milhões de euros e aumentará para 120 a 130 os postos de trabalho.

Na manhã deste sexta-feira, a Câmara assinou a primeira escritura pública do primeiro loteamento do Eco Parque Empresarial. Os lotes 1, 2 e 3, num total de 9 mil metros quadrados, são propriedade da empresa Transportes Estrela de Montemor (TEM) que emprega 93 funcionários. Um «momento histórico», segundo o presidente da Câmara, José Eduardo Matos.

A prioridade é «captar investimento, criar emprego e diversificar o tecido empresarial com a instalação de pequenas e médias empresas. Os investimentos já assegurados e outros em vias de concretização representam 500 postos de trabalho».

Segundo a Câmara, a principal dificuldade são as características de minifúndio da área onde está o Eco Parque, com «centenas de terrenos e de milhares de proprietários».

Nos últimos 4 anos, a Câmara adquiriu e expropriou 6 centenas de terrenos que envolveram um custo de 1,2 milhões euros. A autarquia viu-se ainda confrontada com uma queixa na Inspecção-Geral da Administração do Território – IGAT acerca da licença das empresas já instaladas no Eco Parque. José Eduardo de Matos esclareceu que a «Câmara tem que agir com toda a transparência e segue os procedimentos normais».

O perímetro do Eco-Parque envolve um total de 1670 parcelas distribuídas pelas freguesias de Avanca, Beduído e Pardilhó, num total de 150 hectares.

Os primeiros lotes, hoje escriturados, estão integrados na primeira fase de infraestruturação do Eco Parque que abrange 40 hectares.

Do orçamento local já saíram para o Eco Parque 7,5 milhões euros, sem qualquer tipo de comparticipação. As promessas de apoio vêm de 1999, ano em que o Governo anunciou um «investimento de 3,8 milhões de contos» e «até hoje não veio nada, apesar das 5 candidaturas feitas pelos técnicos da Câmara», segundo o presidente que espera «nas próximas semanas, um apoio na casa dos 2 milhões de euros», anunciou.
A ampliação do parque e as novas valências a criar, nomeadamente sociais, dependem da comparticipação da Administração Central.

O Eco Parque «tem um peso regional, com interesse na Região Centro, ultrapassa as fronteiras do Município», referiu o autarca.

Enviar por email  Imprimir
ÒuvidÓ na TV
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind