Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018  Negócios   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
 Notícias Anteriores:  últimos 7 dias  |  últimos 30 dias  |  anteriores
Porto de Aveiro em primeiro
2006/11/17

O Porto de Aveiro foi o que investiu mais entre 2002 e 2005. Em quatro anos, os cinco primeiros investiram 254 milhões de euros, dos quais 31 por cento foram financiados pela União Europeia e 13 por cento pelo Estado português, segundo o Tribunal de Contas, noticia a Lusa.

«No relatório de auditoria à situação económico-financeira das administrações portuárias portuguesas hoje divulgado, o tribunal diz que nos quatro anos terminados em 2005 os fundos comunitários cobriram 79,4 milhões do investimento feito nos portos de Setúbal, Sines, Aveiro, leixões e Lisboa.

Do orçamento de Estado (capítulo 50º do PIDDAC) saíram 32,8 milhões de euros e 52,7 milhões de euros foram pagos pelas próprias administrações dos portos.
Estes portos estão a ser geridos por sociedades anónimas de capitais integralmente públicos.

Os números reunidos pelo Tribunal de Contas mostram ainda que os portos recorreram aos bancos para financiar os investimentos, pedindo emprestados 72,6 milhões de euros entre 2002 e 2005, o equivalente a 29 por cento do custo do investimento total.

Desses cinco portos, aquele que fez um maior investimento foi o de Aveiro, com a aplicação de 90,4 milhões de euros, seguido pelo porto de Sines, com uma despesa de 79,6 milhões de euros.

Nas recomendações que o Tribunal de Contas faz às administrações dos portos conta-se a necessidade de controlo do endividamento do porto de Sines, a sugestão de aumento do investimento em infra- estruturas no porto de Aveiro, a aposta na exploração do Terminal XXI em Sines e o aumento da complementaridade entre os portos de Lisboa e Setúbal». (LUSA)

Enviar por email  Imprimir
Andamos a brincar
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind