Segunda-feira, 29 de Maio de 2017  Home   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
TUBO DE ENSAIO - DIÁRIO DE MARIA
2003-9-16

TUBO DE ENSAIO - A VIDA DE MARIA EM CONSTRUÇÃO

Sabiam que os reflexos da Lua fazem com que certas ondas sejam prateadas??
Eu não, mas fiquei a saber. Nessa noite, onde conheci a cor da prata, tinha-me deitado cedo.

Primeiro, fui a casa do Carlos, depois de jantar, e ele que sabia que eu tinha uma festa de anos, partiu-se a rir com a minha cara de alforreca, mais para lá do que para cá... é que na noite anterior, fomos a Sta. Maria da Feira, assistir ao Imaginarius, o tal muito bem falado teatro de rua, com mais de 50 peças e companhias de toda a parte do mundo com o meu grupo íntimo! Isto deu uma directa caros leitores!! Chegamos tarde e a más horas e ainda assim, fiquei com o Carlos o resto da noite a ler as proezas de "omeupipi", um blog... e a "je" trabalha às 7 da manha, de maneira que, compreenderão, na noite seguinte, o meu corpo exigia cama. O Carlos ainda me deu uma cápsula de ginzeng, que comprámos por brincadeira há uns tempos na feira medieval(também em Santa Maria da Feira..) uma embalagem dos comprimidinhos milagrosos edividimo-la entre todos....e aquela porra foi cara, acho que mais de 20 euros, que é como quem diz, 4 contos, ou mais! Mas seja como for, o que eu precisava era de dormir, por isso lençóis!

Ainda pensei que o aniversariante iria ficar triste e que arranjaria forma de o recompensar mais tarde. Explicar-lhe-ia isso mesmo quando ele me ligasse para me ir buscar, mas agora, por favor, fechar os olhos/almofada/uma perna por fora/o corpo em posição fetal: abençoado soninho...

Acordo, mas não a tempo de atender a chamada do aniversariante. A consciência aperta-me e eu desperto. Pego no telefone e ligo-lhe para dizer que afinal não vou e... bostexxxxx, nao tenho saldo. Porque é que eu ainda não fiz uma assinatura mensal??ok!!

Sai à rua e dou por mim a combinar o sitio para ele me ir buscar como se a ideia do sono a meio fosse com outra pessoa....
De maneira que lá fui. Ainda bem. O aniversariante, diz-me que são horas de ir ao Crista na Onda, um barzinho muito fixe, na praia entre a Costa e a Barra.

Chegámos e o meu coração parou. À minha frente, entre as tochas acesas, o mar em frente, estava aquele amor de menina, que não sobrevive à descoberta do mundo. Pelo menos, não à primeira.
Incrível, passam-se tantos anos, e somos capazes de reconhecer certas pessoas só pelo contorno de um ombro!
Faço-me de parva, não é difícil.. dizendo para mim mesma que já sou uma mulher, bem educada e forte, que cumprimenta as pessoas e não evita o inevitável. Respondo maquinalmente as suas questões, e reparo nos seus olhos - os mesmos/o mesmo brilho!! Fico feliz, encho-me de coragem e digo-lhe tudo acerca do que nos aconteceu no passado. Deve ter concordado, porque os seus olhos brilharam ainda mais e deu-me um abraço, tímido, mas um abraço.

Sinto uma ternura inexplicável pelo aniversariante, por tudo o que ele, sem ter noção, me vem dando, e encontro ali mesmo a sua prenda!!
Despeço-me do meu amor infantil, e reparo no mar, pela primeira vez a sério naquela noite - as ondas quando rebentavam entre a imensidão e a areia tinham uma cor distinta como se o mar e a Lua falassem algum código luz-morse. Foi então que percebi porque é que tinha saltado da cama: não para ver pessoas, amores perdidos ou amigos vindos do confim do planeta, mas por um motivo simples, um regalo para os olhos, um estremecer da alma; o mar quando está feliz, veste-se não só de ouro, jade ou esmeralda, tem também, em certas ocasiões, o brilho da prata.

Maria
Enviar por email  Imprimir
Tchim! tchim!
.
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind