Quinta-feira, 22 de Junho de 2017  Home   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
Fumo
2008-5-17


O director-artístico da Companhia de Dança de Aveiro diz que as contratações para as actuações no Teatro Aveirense não são segundo critérios do trabalho artístico, mas segundo «influências». «Acho que cada vez mais quem está à frente dos teatros só põe os amigos ou quem tem alguma influência», diz José Luís Pereira numa entrevista à Aveiro FM e Diário de Aveiro.
Quanto a subsídios «Há graus de familiaridade e de intimidade entre os apoiados e os que apoiam. […] Há lobbies implantados dentro do ministério, que se apoiam muito uns aos outros». Alguém em Aveiro, desmentiu isto?. Não.

O director-arístico é um dirigente normal e fazendo acusações destas devia ter uma resposta. Será que o silêncio apaga as acusações? Não. Adensa o fumo.

João Peixinho
Enviar por email  Imprimir
Tchim! tchim!
.
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind