Quinta-feira, 22 de Junho de 2017  Home   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
Pouco disponíveis
2006-1-7

Pouco disponíveis


Ora bem… Se a Câmara de Aveiro diz que vai pagar as dívidas e fará um empréstimo ao banco para conseguir o dinheiro para isso o que se pode pensar disso? Que num dia, um vereador vai ao banco e traz o dinheiro numa mala, ou duas, e forma-se uma fila de credores à porta da Câmara.

Poucas horas depois as dívidas estarão pagas e a imagem da Câmara mudará de figura e a seguir, todos quererão trabalhar para a Câmara, fornecer materiais realizar obras.

A Câmara é de facto uma empresa especial. Tem milhões de euros de dívidas mas paga a tempo e horas ao seus funcionários.

Mas a Câmara continuará a ter dívidas. Para passar a mostrar que é mais séria transforma a dívida aos fornecedores em dívidas ao banco. Nada maus para começar. E não parece que queira anular a dívidas a fornecdeores tão cedo.

A Câmara conseguirá mudar a dívida para a banca, mas será mesmo assim, pagará depressa aos fornecedores? Num momento tem o dinheiro na mão para pagar as dívidas e no momento seguinte os credores são pessoas mais felizes? Não.

O vereador Capão Filipe explica como será. A Câmara quer pagar mas é conforme as «disponibilidades».

João Peixinho
Enviar por email  Imprimir
Tchim! tchim!
.
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind