Sábado, 18 de Novembro de 2017  Home   
 
Recomende este site
DesportoAveiro
Entusiasmados
2017-10-8

Talvez animados pela longevidade da governação do país pelo PS, ou prevendo um enfraquecimento das actuais maiorias, os socialistas de Aveiro e Ílhavo, estão a pensar para daqui a quatro anos, nas autárquicas de 2021. Não terá sido sempre assim?

A geringonça funciona no governo de António Costa mas os governos locais não acompanham o que as direções nacionais conseguem. Seria uma grande mudança em Aveiro o PS, PCP e BE unirem-se para tentar chegar ao poder. O PAN, recém-chegado à política de Aveiro, ainda sem complexos, provavelmente alinharia, pelo menos, com o PS. Para já, está próximo desta concelhia socialista. Na noite eleitoral do passado dia 1, dois elementos do PAN - que elegeu, à primeira, um elemento para a Assembleia Municipal - assistiram ao discurso do candidato à Câmara, Manuel Sousa, sobre os resultados das autárquicas no hotel onde os socialistas se encontraram para acompanhar as eleições.

Ribau Esteves conseguiu, sem surpresa – também no PS se adivinhava a vitória da coligação PSD-CDS-PPM - voltar a ganhar as eleições e tem mais quatro anos para governar. Dinheiro não será problema.

A actividade político-partidária é quase inexistente em Aveiro. Pelo menos, a que se reflecte nos meios de comunicação. Tem picos, apenas, em períodos eleitorais e das reuniões do Executivo camarário e das sessões da Assembleias Municipal. Mesmo assim, os temas são abordados com atraso, ou sem antecipação. O que é pouco para quem quer intervir, a sério. Enquanto isso, os partidos da maioria, PSD e CDS, não comunicam.

OLN

Enviar por email  Imprimir
ROBOTS
Questionário
Sim
Não


 Home  | Aveiro  | Negócios  | Desportos  | Agenda  | Fora de Casa 

hosting e produção Digitalwind